sábado, 27 de setembro de 2014

2 Minutos de Poesia - Pessoas


Ele se prende em um mundo 
Preto e branco de tinta escura
Marcante e sem vida
Sem lembranças
Sem cura para suas feridas

Ele se cala
Deixa as lagrimas falarem em seu rosto
Dando mais uma vez a entrada para calma
Querendo que a tristeza se manifestasse para sempre

Trancado em um quarto escuro
Mudo observa a vida
Onde já não e mais vivida
Nem mesmo cultivada

Entre pessoas caminha
Entre seus movimentos alinha
Uma mensagem feita para durar
Por uma eternidade de sonhos bons

Nenhum comentário:

Postar um comentário